Avenida Paulista, 2202, São Paulo, Brasil
+55 11 98101-6152
contato@perftracker.com.br

Mente sã, produtividade sã!

Mente sã, produtividade sã!

A mente é responsável por quase 100% do nosso rendimento, da nossa produtividade. Por isso, queremos saber: o quanto você anda cuidando da sua saúde mental?

Mente sã, corpo são! Você já deve ter ouvido essa máxima, não é mesmo? Mas o quanto a nossa mente influencia na nossa produtividade? Podemos adiantar por aqui: muito! Cuidar da nossa saúde mental é um princípio básico para ter um rendimento satisfatório em qualquer aspecto da nossa vida: seja profissionalmente, seja pessoalmente.

No mês em que se prega a conscientização sobre a saúde mental e a prevenção do suicídio, o setembro amarelo, vemos números alarmantes crescerem dia após dia sobre doenças que acometem nossas emoções. Segundo a OMS, o Brasil é considerado o país mais ansioso do mundo: 18,6 milhões de brasileiros (ou 9,3% da população) convivem com este transtorno. De acordo com a Associação Brasileira do Sono, 73 milhões de pessoas no país sofrem de insônia. Na América Latina, o Brasil é considerado o país mais deprimido, com mais de 12 milhões de doentes. E atualmente, 32 pessoas no país tiram a própria vida todos os dias.

É impossível ler estes dados e não relacionar com a nossa produtividade, afinal, nós só conseguimos ter um bom rendimento se estamos com a nossa saúde mental em dia. O estresse, a ansiedade, o excesso de cobrança (que muitas vezes parte de nós mesmos) acarreta em uma série de condições e doenças ligadas à mente que impactam diretamente a produtividade.

A nossa mente influencia diretamente nossa produtividade.

Por isso, mais do que falar sobre como contornar este cenário e produzir mais, a ideia aqui é trazer maneiras de como trabalhar na prevenção a fim de evitar chegar nestes extremos. Separamos algumas dicas para te ajudar:

  • Respeite os horários de trabalho: sim, é fundamental estabelecer rotinas, mesmo trabalhando de casa.
  • Faça pausas frequentemente: nosso cérebro se mantém concentrado entre 15 e 50 minutos apenas, não se force a ir além disso sem fazer uma pausa.
  • Valorize o autocuidado: seja um exercício que você goste, seja a prática de meditação, um momento que você tira para se concentrar na sua respiração. Não importa, não existe uma receita pronta para isso! Estabeleça e valorize este momento que é só seu.
  • Preste atenção em você: fique atento aos sinais que seu corpo emite e identifique quando é o momento de pedir ajuda – quando emoções negativas são persistentes e você não vê saída, por exemplo, é hora de recorrer.
  • Busque ajuda sem medos: é muito comum se sentir assim, não coloque um tabu no cuidado com a sua saúde mental. Procure o apoio da sua família, amigos, da empresa onde trabalha e vá atrás de ajuda profissional.

Muitas vezes as pessoas não conseguem medir que a falta de produtividade não está só em um dia ruim. É preciso ficar atento aos sinais que nosso corpo emite e saber recorrer. E a empresa e o gestor também tem um papel fundamental de saber fazer a leitura dos seus colaboradores oferecendo ajuda quando necessário. Para fazer a gestão da sua equipe, entender como está a produtividade do time, nossa ferramenta pode ser uma facilitadora! Acesse o nosso site www.perftracker.com.br e saiba mais!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COVID-19 | Licenças home office gratuitas



OMS recomenda: todos que puderem ficar em casa, continuem suas atividades em isolamento!