Avenida Paulista, 2202, São Paulo, Brasil
+55 11 4673-0515
contato@perftracker.com.br

Home Office e o Movimento para o Interior

Home Office e o Movimento para o Interior

A adoção do home office mudou muitos comportamentos das pessoas, incluindo o lugar onde querem morar.

O Home Office, que antes da pandemia já citávamos como um formato tendência, virou realidade para muitas pessoas durante a pandemia do COVID-19. Essa onda que atingiu o mundo, trouxe mudanças em vários aspectos da sociedade: trabalho, relações interpessoais, e até mudanças geográficas, como vamos abordar nesse artigo.

Sabemos que para muitas empresas, o home office não vai ser definitivo. Muitas empresas que quando a pandemia e as medidas de isolamento social começaram, anunciaram que tinham aderido esse modelo já estão voltando atrás, como por exemplo o gigante do mercado, o Twitter.

Mas engana-se quem acha que o home office vai cair por terra quando a pandemia acabar. Segundo relatório da Robert Half intitulado Demandas por talentos no cenário atual, 65% dos trabalhadores brasileiros apontam o modelo híbrido, ou flexível como a melhor maneira de se trabalhar, dividindo o tempo entre casa e o escritório. E as empresas concordam com esses dados. Em sua maioria, as vagas que estão sendo oferecidas já são neste modelo e profissionais de RH afirmam que sim, o time produz melhor em formatos como esse, além de abrir a possibilidade de contratação de profissionais mais diversos, uma vez que antes ficavam restritos a quem morava na cidade, por exemplo.

Hoje, o formato flexível de home office, que é apontado como tendência para o pós-pandemia, fez com que 39% dos colaboradores planejassem se mudar de cidade devido a possibilidade de atuar à distância em boa parte do tempo, segundo mesmo estudo. Afinal, quem não quer um pouco mais de tranquilidade, segurança, menor custo de vida e melhora na qualidade de vida? Esse é o objetivo de muitos na mudança para cidades do interior, especialmente as mais próximas aos arredores das grandes metrópoles.

Mas antes de planejar essa mudança, é preciso refletir sobre alguns pontos importantes, que listamos abaixo:

  • Existe a possibilidade de que minha empresa volte a atuar em modelo presencial?
  • Para o caso de modelos híbridos de atuação, eu tenho a possibilidade de me deslocar facilmente na hipótese da empresa precisar rapidamente dos meus serviços presencialmente?
  • Quais os impactos dessa mudança para minha família?
  • O local escolhido tem estrutura, acesso e as ferramentas adequadas para que eu siga normalmente o meu cotidiano?

Reflita sobre estes aspectos e faça sua avaliação sobre a viabilidade dessa mudança para que o trabalho remoto funcione da melhor maneira para você, seu time e sua empresa.

E para você, gestor, que hoje encara o desafio de liderar equipes que estão “espalhadas” pelo mundo, nós da PerfTracker temos a solução ideal para entender como está a produtividade do seu time. Quer saber mais? Acesse nosso site www.perftracker.com.br, conheça nossa ferramenta e agende um papo com nossos consultores.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *