Avenida Paulista, 2202, São Paulo, Brasil
+55 11 4673-0515
contato@perftracker.com.br

Inteligência Artificial: Seremos Substituídos?

Inteligência Artificial: Seremos Substituídos?

A inteligência artificial já é parte do nosso cotidiano, e está em constante evolução, será que em algum momento seremos substituídos?

Já estamos rodeados pela Inteligência Artificial em nosso cotidiano, mas como será o nosso futuro?

O termo Inteligência Artificial, que nos parece tão moderno e atual, na verdade foi usado pela primeira vez, pelo professor McCarthy em 1956. Pouco depois disso, já podíamos ver os exemplos práticos desse termo sendo aplicados no cotidiano. Você lembra dos Jetsons, que tinham uma ajudante de casa que era um robô, que tinham a casa toda automatizada, voavam para ir ao trabalho e etc? Esse desenho foi ao ar pela primeira vez, pasmem, em 1962.

Claro que ainda estamos longe de alcançar o futuro dos Jetsons, a inteligência artificial ainda não nos permite ter uma robô para fazer os todos os nossos serviços de casa, por exemplo. Mas estamos no que os especialista tem chamado de a quarta revolução industrial: onde tecnologias digitais, físicas e biológicas convergem e rompem as barreiras entre si. E a IA faz parte dessa revolução, mudando como as pessoas e as companhias se relacionam com a tecnologia, compartilham dados e tomam decisões.

A inteligência artificial já é parte do nosso cotidiano, e está em constante evolução, será que em algum momento seremos substituídos?

A inteligência artificial já é parte do nosso cotidiano, e está em constante evolução, será que em algum momento seremos substituídos?

Relatórios do Information Services Group nos mostram que a robótica de processos tem permitido que as empresas executem alguns processos de 5 a 10 vezes mais rápido com 37% menos de recursos. Em média, hoje, 45% das tarefas já podem ser feitas por robôs. Assustador, não é mesmo?

Mas calma! Tendências tecnológicas nos são impostas desde a primeira revolução industrial e ainda hoje o ser humano não foi substituído, a nossa inteligência emocional e a capacidade de tomar decisões em algumas circunstâncias são insubstituíveis. Brigar contra esse movimento de inovação é inútil, o que você deve fazer ao invés disso é se questionar: como posso me preparar para esse futuro que já está batendo na porta? Quais competências devo desenvolver? O que eu gosto e sei fazer que pode se encaixar com essa nova demanda de mercado? O que eu ganho com essas novas possibilidades que estão surgindo?

Esses questionamentos devem ser feitos a todo momento para que você não fique estagnado e evolua sempre. É nosso dever como profissional explorar nossas capacidades e saber onde podemos nos encaixar nessas novas oportunidades que estão surgindo.

E você, já está preparado para essa nova realidade? Nós da PerfTracker podemos te ajudar nessa transição! Conheça nossa ferramenta e como ela pode automatizar os processos e melhorar a produtividade da sua empresa. Acesse: www.perftracker.com.br

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.